ENLUARADOS

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Açafrão












Os egípcios já cultivavam o açafrão como planta sagrada. Em vários murais da antiguidade, ele aparece em cerimônias religiosas sendo ofertado ao deus Sol. Os babilônios usavam-no para fabricar essências aromáticas, enquanto na Grécia era empregado como tintura para os cabelos. Os antigos assírios usavam o açafrão para fins medicinais.
Conta-se que Dionísio (ou Baco) nas suas orgias, mandava que se forrasse o chão com flores de açafrão, pois seu perfume era considerado afrodisíaco.

O açafrão pode ser cultivado sob climas temperados a tropicais, suportando bem temperaturas frias a quentes. Não é uma planta muito exigente ao tipo de solo, desde que seja bem drenado e adubados com matéria orgânica.
As flores devem ser colhidas pela manhã, depois da seca do orvalho, duas a três vezes por semana, isto porque as flores surgem quase que diariamente, e se não forem colhidas, já no dia seguinte elas estarão murchas e não serão aproveitadas
Logo após a colheita das flores deve se retirar os estames, e levá-los a secar em um secador com ar aquecido.

O pistilo seco da planta açafrão é a especiaria mais cara do mundo, pois são necessárias 200 mil flores, ou 600 mil pistilos, para se obter um quilo. Encontrado a granel, o açafrão tem cor amarelo-alaranjada. Possui um sabor levemente amargo, pungente, porém agradável. Possui odor agradável, penetrante, doce, picante e floral.
É bastante usado em pratos à base de arroz, como nos risotos italianos ou na famosa paella valenciana, prato típico da cozinha espanhola à base de arroz, frutos do mar, peixes, aves, carne de porco, legumes e temperos. Enriquece também massas, carnes brancas, sopas de frango ou de peixe e até pães.
Na Índia é ingrediente indispensável no preparo do carril. Em sobremesas pode ser incluído no preparo de arroz-doce, pudins à base de semolina e em muffins. Antes de ser usado, deve ser misturado com algum líquido quente.
O açafrão é sempre utilizado em pequenas doses, pois seus aromas são muito intensos.

Quem prova açafrão uma vez pode morrer, não da ingestão, mas de prazer.

Fonte: Portal do Colégio São Francisco
Fotos; Internet

.....................................................................................

8 comentários:

Prof. Israel Lima disse...

Minha amiga
Estela

É muito bom tê-la em meu espaço.
Agradeço por sua visita e comentário!
Venha mais vezes!

Obrigado pelo carinho!

Seu blog é excelente!

Tenha um magnífico final semana.

Um grande abraço.

José Ramón disse...

Muy bueno este reportaje Un Cordial Saludo

graciete disse...

Lindo minha querida a sua ideia de postar temas tão interesantes pena é que haja tão poucas pessoas que gostem de ler estas coisas eu dou bastante valor.
beijinhos carinhosos em sua alma

Espaço do João disse...

As coisas que nós aprendemos neste beloespaço. Querida Estela, este blog é riquíssimo, não nos deixe. Eu bem sei que muitas das vezes é difícil manter certos ritmos mas, com um pouquinho de precistência lá conseguimos. Ultimamente verifico que aqueles mais habituais vão se esquecendo. Realmente manter um blog por muito tempo custa um pouco mas lá vai aparecendo um tema para publicação. Tem uma semana em beleza.

Sandra disse...

Ola Estela!
Gostei da postagem. Muito linda.
Como é bom poder fotografar tudo e mostrar aos amigos. Linda. Muito curiosa também a postagem.
Venha tomar um cafezinho.
Bjs.
Sandra

KOTTA disse...

Olá Estela, que saudades tenho do arroz de açafrão feito pela minha avó,adoro o sabor de açafrão.Obrigada por me dar a conhecer mais pormenores sobre a cultura do açafrão.Gostei e vou voltar.Faça uma visita no meu blog.Bjo.

Edilza Nascimento disse...

Que flor linda, belas fotos!

Isabella disse...

Adorei sua visita em meu blog :D
Gostei muito da sua postagem, sobre açafrão.
A minha avó usa muito esse tempero..
É muito gostoso e tem uma cor linda!
Vou estar sempre pelos seus blogs ;)
Beijos! :*
e obrigada pelo carinha